Anatomia da dor

Uma lágrima que escapa. Deixe-a cair, apagando as formas que me compõem. Parte de mim que já é vazio. É branco. É tudo. É meu olhar fixo, meus lábios e minha espera. Deixe que caia. A lágrima também sou eu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s