Boas esperanças

Paraíso entre as montanhas. Por todo lado existem morros altos e floresta criados como obra divina para proteger quem precisa de proteção. E protegeu enquanto não cercou.
Impossível saber como era. Mas as palavras do Monge me sussurram encostas repletas de casas e um caminho em procissão até o cemitério para velar mais uma criança que teve a alegria de não morrer matado. Com a graça de morrer sem ser queimado no caminho da esperança, a criança (muitas delas) receberam caixões decorados com madeira talhada.
E a última morada alimentou a alma. Alma que sentiu fome e medo com o cerco das fardas republicanas. Alma que sentiu o calor do fogo que queimou seus irmãos e irmãs. Fogo a fogo, a morada se desfaz. Túmulos queimam. Túmulos respiram. Vozes ecoam.

Anúncios

Um comentário sobre “Boas esperanças

  1. Nilson Cesar Fraga disse:

    Morada secular de almas que se libertaram do fogo dos canhões. Terra-Serra de esperanças, fé do doce mel da ressurreição cabocla! Contestado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s